Automação Residencial Preço: Saiba Quanto Custa Viver no Futuro

Automação Residencial Preço: Saiba Quanto Custa Viver no Futuro

O valor que você deverá investir para realizar a automação residencial irá depender muito do tamanho de seu imóvel e do tipo de tecnologia que pretende instalar nele.

No geral, os profissionais costumam cobrar um preço médio a partir de R$ 6.000,00, podendo chegar a custar mais de R$ 30.000 para fazer a automação residencial, sendo que esse preço não inclui o que você deverá pagar para adquirir equipamentos que sejam compatíveis com as ferramentas e dispositivos usados na automação residencial.

Pensando nisso, levantamos alguns pontos positivos da automação residencial para você entender melhor qual o seu verdadeiro preço, antes de considerar o valor monetário. Confira:

Automação Residencial Preço: Quanto custa?

Casas inteligentes e automação residencial já foram pensadas para ser algo para o futuro distante, mas agora são uma realidade para muitos. Na verdade, muitos compradores de imóveis mais jovens querem ver a automação residencial nas propriedades que compram, o que faz dela uma boa atualização para revenda.

Uma casa inteligente é definida como uma propriedade que tem suas luzes, aparelhos, segurança e sistema HVAC, entre outras coisas, controladas remotamente através de computadores ou automaticamente através de temporizadores.

Existem muitos sistemas de automação residencial diferentes; É possível incluir apenas um ou usar vários sistemas em uma única casa. A maioria dos sistemas pode ajudar a tornar sua casa mais eficiente em termos de energia, conforto e segurança, algumas das melhorias mais populares em casa.

O sistema de automação residencial consiste em monitoramento remoto, termostatos inteligentes, luzes e recursos de segurança como câmeras e detectores de fumaça. A maioria das pessoas acaba pagando cerca de R$ 2.000,00 por quarto em sua casa que automatizam, oferecendo muita customização.

Como funciona a automação residencial

Existem muitos tipos diferentes de automação residencial e dispositivos domésticos inteligentes, cada um com seu próprio método de operação. Na maioria dos casos, a automação doméstica funciona configurando dispositivos para cuidar de certas tarefas automaticamente, como os termostatos inteligentes que ajustam a temperatura da sala com base em configurações feitas anteriormente ou luzes que podem detectar quando você está na sala e ligar adequadamente.

Alguns desses dispositivos funcionam remotamente. Isso inclui câmeras, sistemas de segurança, termostatos, luzes e aparelhos. Nesses casos, um aplicativo ou programa acessado por meio do smartphone ou computador pode permitir que você controle áreas de sua casa quando estiver ausente.

Assim, enquanto estiver no trabalho, você poderá monitorar sua porta da frente, destrancá-la para seus filhos que chegam da escola, ligar o termostato para aquecer a casa antes de chegar e acender quaisquer luzes de segurança em volta da casa. Muitos desses aplicativos também incluem feeds de vídeo que permitem que você monitore sua casa ao mesmo tempo.

Onde automatizar

Quase qualquer divisão e exterior da sua casa podem ser beneficiados com a automatização. Como por exemplo:

  • Fechaduras da porta da frente
  • Sistemas de segurança
  • Câmeras de segurança
  • Luzes interiores
  • Termostato e sistema HVAC
  • Utensílios de cozinha, como cafeteiras
  • Quartos e janelas
  • Sprinklers
  • Alarmes
  • Portões de garagem

É possível incluir pelo menos um tipo de automação em todos os cômodos da sua casa, no entanto, a maioria das pessoas acabam escolhendo algumas coisas que elas usarão mais, como termostato inteligente, sensor de presença, e monitoramento por vídeo.

Prós e contras

A maioria das pessoas que investe em tecnologia de casa inteligente faz isso porque acha que isso facilitará suas vidas. Essencialmente, ter automação elimina a preocupação com a quantidade de eletricidade que você está usando ou se você se lembra de trancar a porta da frente.

Alguns dos benefícios são:

  • Pode ajudar a tornar sua casa mais segura.
  • Pode reduzir as contas de energia usando aparelhos de forma mais eficiente.
  • Pode liberar seu tempo e tornar seus dias mais eficientes.

No entanto, existem algumas desvantagens para a automação também. A primeira é a despesa; ter automação tem um preço alto. É um grande investimento automatizar totalmente uma casa, bem como taxas de monitoramento para muitos sistemas.

A automação também pode falhar se depender de coisas como o wi-fi, que às vezes pode ser interrompido por períodos prolongados durante tempestades ou manutenção da empresa. Por esse motivo, o sistema pode deixar de funcionar temporariamente e alguns aparelhos podem não ter substituições manuais.

Os aplicativos de automação também podem ficar desatualizados ao longo do tempo, precisando de atualizações e suporte frequentes. Eventualmente, cada peça de automação precisará ser substituída, a um custo adicional.

O que evitar

Hoje é possível automatizar quase toda a sua casa, o que pode levar alguns proprietários a obter mais automação do que realmente precisam ou usarão. Também é possível que os proprietários de residências caiam em certas armadilhas ao tentar criar instalações de bricolagem. Se possível, tenha em mente o seguinte ao considerar a automação residencial:

Avalie com o que você realmente se beneficiaria e gostaria de ter. Por exemplo, uma fechadura inteligente na porta da frente, juntamente com monitoramento remoto, é uma boa ideia para famílias com crianças que voltam sozinhas da escola, mas não são realmente necessárias para um casal sem filhos. Se você estiver configurando a automação com base em um orçamento, lembre-se de pensar muito em suas necessidades.

Não use um sistema de controle de ponto único, como Wi-Fi, para sua configuração. No caso de uma falha de energia, seu sistema pode deixar de funcionar. Certifique-se de que tudo tenha uma substituição manual, se necessário, para garantir que você ainda possa usá-la, mesmo que o wi-fi falhe.

Avalie o uso de monitoramento também. Muitas empresas configuram sua casa para você e adicionam monitoramento residencial por uma taxa mensal pois nem sempre é necessário para todas as residências. Evite usar o monitoramento e os aplicativos que cobram dinheiro por coisas que você mesmo pode fazer.

Planejamento

O primeiro passo para criar um sistema de automação residencial é o planejamento e ele precisa ser feito com cuidado antes de começar. As configurações completas de uma casa inteligente precisam ser pensadas e planejadas por alguns motivos.

A primeira é garantir que cada peça que você adiciona à sua casa seja algo que você precisará e usará.

Em seguida, a localização de cada dispositivo precisa ser bem pensada. Se as luzes com sensor forem usadas, os sensores precisam estar localizados onde possam detectar melhor a presença de alguém em casa. Se um abridor de porta de garagem automática é desejado, então um mapa da entrada de automóveis precisa ser feito para que o sensor possa detectar o controle remoto.

Terceiro, você precisará determinar qual nível de automação deseja.

Conte com a Bass Automação para automatizar e monitorar totalmente cada uma das áreas e dispositivos em sua casa.

Partes de uma casa inteligente

Toda casa inteligente é capaz de ter uma configuração diferente de acordo com as necessidades do proprietário. Há algumas configurações específicas a serem consideradas:

  • Um hub, que é usado para controlar a maioria das partes da sua casa inteligente, se não todas.
  • Os vários dispositivos que você usa, como luzes, aparelhos, câmeras e travas.
  • Programas IFTTT (If This Then That) que ajudam você a obter mais da automação. Por exemplo, você pode definir suas luzes automáticas para ligar de acordo com a luz do lado de fora, em vez de uma hora do dia.
  • Sensores
  • Um sistema sem fio ou com fio para controlar e vincular os dispositivos.
  • Aplicativos para controle e monitoramento.
  • Um sistema de monitoramento.

Hubs e controladores

Os hubs estão lentamente desaparecendo da indústria de automação residencial, mas ainda podem ser necessários e encontrados em determinados sistemas e configurações. Essencialmente, um hub é a unidade central de controle ou dispositivo para todo o seu sistema.

Através de um hub, você pode controlar todas as várias partes do seu sistema automatizado. No entanto, mais dispositivos domésticos inteligentes estão começando a ter controladores integrados, que usam IFTTT para vincular ou ter um aplicativo incorporado que permite controlar esse dispositivo individualmente de qualquer outro.

Plataforma de software singular

Plataformas de software exclusivas são um tipo de hub que permite controlar remotamente todos os vários dispositivos em sua casa por meio de comandos de voz, um aplicativo ou um dispositivo. Há vários para escolher, embora nem todos trabalhem com todos os dispositivos no mercado, por isso é importante fazer uma pesquisa e garantir que os dispositivos desejados serão compatíveis.

Existem algumas plataformas diferentes a serem consideradas, incluindo:

  • HomeKit: feito pela Apple, o HomeKit tem uma grande variedade de itens que podem trabalhar com ele. Você precisará da Apple TV ou de um iPhone para funcionar. Você também precisará escolher entre os parceiros emparelhados com dispositivos como Philips, Honeywell e Haier. Os custos começam em R$ 150 a R$ 250; isso vai subir muito rapidamente a partir daqui quando você emparelha os vários dispositivos com ele.
  • Eco: o ponto Echo da Amazon usa o programa de reconhecimento de voz Alexa para controlar dispositivos emparelhados. Alexa e Echo trabalham via bluetooth, conectando dispositivos dentro da casa um por um. Em alguns casos, pode ser necessário ativar o bluetooth primeiro e, em seguida, fazer um comando, enquanto outros dispositivos podem manter sua conexão melhor. O Echo é vendido por US R$50 a R$ 200, dependendo do modelo.
  • IFTTT: If This Then Isso não é realmente uma plataforma, mas sim uma coleção de serviços gratuitos baseados na web que você pode usar para ajudar a controlar sua casa inteligente. Se você não quiser usar um hub, faça o download de um IFTTT no seu computador ou smartphone e controle as coisas daqui. Novamente, nem tudo será compatível com o sistema, então você pode achar que precisa procurar dispositivos específicos para combinar com a plataforma que você usa.

Aparelhos

As possibilidades para automatizar sua casa são incontáveis. A seguir os tipos mais populares de dispositivos de automação residencial:

  • Caixas de som
  • Switches
  • Alarmes
  • Cortinas
  • Fechaduras
  • Plugs
  • Cafeteiras
  • Abridores de porta de garagem
  • Termostatos
  • Sprinklers
  • Sistema de segurança
  • Luzes

Sistemas de automação residencial profissional

Os sistemas profissionais da Bass Automação, envolvem um representante que vem até sua casa e analisa suas necessidades.

Você seleciona o tipo de plano que deseja, incluindo o nível dos dispositivos e o local desejado. É instalado por nós e, em muitos casos, há monitoramento contínuo também.

Por exemplo, se você usar um sistema de segurança inteligente, que inclui itens como detectores de fumaça e monóxido de carbono 2, eles serão vinculados ao centro de monitoramento. Em caso de emergência, a empresa de monitoramento poderá enviar ajuda.

Os preços começam em cerca de R$ 6.000,00 para as configurações básicas e chegam R$ 30.000,00 para casas totalmente automatizadas com monitoramento.

Protocolos

Todo sistema doméstico inteligente tem sua própria linguagem que usa o hub e software para falar com os vários dispositivos. Isso é nosso protocolo e pode ser tão simples quanto o método usado para vincular as várias partes do sistema.

Existem vários protocolos diferentes disponíveis, mas nem todos eles serão compatíveis com todos os sistemas ou com todas as casas. Uma visão geral básica inclui:

  • Wi-Fi: a maioria das residências tem wi-fi, o que o torna uma opção natural para dispositivos únicos ou para automação inicial.
  • Ethernet: se a sua casa já estiver configurada com um sistema ethernet, você pode usar isso para conectar seus vários dispositivos. Isso tem uma vantagem sobre o wi-fi, pois é mais confiável.
  • Bluetooth: muitos dispositivos funcionam via bluetooth, conectando-se sem fio. Isso pode drenar sua rede se você não tiver banda larga suficiente para suportá-la.
  • UPB: UPB é um sistema powerline projetado exclusivamente para conectar dispositivos de automação residencial. É extremamente confiável e rápido, além de compatível com wi-fi.

Automação Residencial Preço: Instalação

O custo de instalação varia de sistema para sistema e de provedor para provedor.

Depende em grande parte do número de dispositivos, se a sua casa já está ou não ligada à Ethernet ou a outros cabos e se você está ou não recebendo serviços de monitoramento.

Fiação

Todo sistema opera de maneira diferente. Muitos são completamente sem fio, dependendo do Bluetooth ou Wi-Fi para se comunicar entre os dispositivos. Há desvantagens para isso, no entanto, é por isso que algumas empresas oferecem serviços de hardwiring ao redor.

A instalação do ethernet custa cerca de R$ 1.000 por 10 linhas, e você pode precisar de mais do que isso para executar a sua casa inteligente e outros dispositivos. Independentemente do sistema que você usa, muitos precisarão de pelo menos alguma conexão com a Internet para permitir o monitoramento tanto em seu smartphone ou hub, quanto profissionalmente.

Como começar

Se você não estiver pronto para ser totalmente automatizado, há muitas maneiras pequenas de começar a automatizar sua casa.

  • Luzes inteligentes que percebem quando você entra em um ambiente e desliga quando nenhum movimento é detectado por um determinado período de tempo.
  • Termostatos programáveis ​​que permitem desligar o sistema HVAC quando você não está em casa automaticamente para economizar energia.
  • Cafeteiras que podem ser configuradas para ligar automaticamente de manhã antes de você acordar
  • Persianas inteligentes que se abrem automaticamente de manhã e fecham à noite, ou que se fecham quando o sol as atinge para manter a temperatura interna baixa
  • Sensores de portão da garagem que se abrem quando o seu carro entra
  • Fechaduras inteligentes que você pode abrir a partir de um aplicativo

Custos de aprimoramento e melhoria

Estão disponíveis sistemas de home theater inteligentes que podem proporcionar uma experiência melhor com som. Os pacotes começam em torno de R$ 4.500,00 a R$ 10.000,00 para os alto-falantes e hub, e exigem que você tenha algum tipo de conexão Bluetooth ou internet, bem como uma TV ou tela.

Se você estiver envelhecendo, também há dispositivos de automação residencial que podem ajudá-lo, como torneiras que se ligam automaticamente com sensores, portas que se abrem quando você anda em sua direção. Esses custos começam em cerca de R$ 3.000,00 por dispositivo.

Considerações e custos adicionais

  • É possível automatizar quase todas as áreas da sua casa; Seu orçamento é a única restrição ou limite que você pode encontrar.
  • Informe-se sobre a garantia dos dispositivos, você pode achar que muitos têm garantias limitadas de apenas 1 a 5 anos.
  • A conversão para automação pode ajudar você a reduzir seus custos de energia em até 60% para iluminação e 10% a 30% para aquecimento e resfriamento
  • Certifique-se de que todos os seus dispositivos sejam compatíveis ao adicionar. Nem todo sistema funcionará no mesmo protocolo ou hub, portanto verifique novamente antes de adicionar.
  • Você sempre pode adicionar novos dispositivos mais tarde; uma abordagem em escala reduzida funciona melhor no começo, conforme você determina o que funciona melhor para você.

Para determinar se a automação residencial vale a pena para você, descubra porque você quer serviços de automação residencial em primeiro lugar.

Essas razões darão a você algo para mensurar o quanto a automação residencial vale a pena, mesmo que seja uma resposta qualitativa como “conforto”, “conveniência” ou “tranquilidade”.

Não há nada de errado nessas razões. Além disso, conforto e tranquilidade geralmente se traduzem em benefícios quantitativos, como redução de custos e valor de revenda.

Se você estiver interessado em obter segurança, conforto e tranquilidade solicite um orçamento gratuito on-line com a Bass Automação

O que é Automação Residencial?

O que é Automação Residencial?

Um sistema de automação residencial controlará iluminação, clima, sistemas de entretenimento e eletrodomésticos. Também pode incluir segurança doméstica, como controle de acesso e sistemas de alarme. Quando conectado à Internet, os dispositivos domésticos são um importante componente da Internet das Coisas.

Um sistema de automação residencial normalmente conecta dispositivos controlados a um hub central ou “gateway”. A interface de usuário para o controle do sistema usa terminais montados na parede, computadores tablets ou desktops, um aplicativo de telefone celular ou uma interface da Web, que também pode ser acessada externamente pela Internet.

A automação residencial oferece acesso a dispositivos de controle em sua casa a partir de um dispositivo móvel em qualquer lugar do mundo. O termo pode ser usado para dispositivos programáveis ​​isolados, como termostatos e sistemas de sprinklers, mas a automação residencial descreve com mais precisão casas nas quais quase tudo – luzes, eletrodomésticos, tomadas elétricas, sistemas de aquecimento e refrigeração – são conectados a uma rede controlável remotamente.

Do ponto de vista da segurança doméstica, isso também inclui seu sistema de alarme e todas as portas, janelas, travas, detectores de fumaça, câmeras de vigilância e quaisquer outros sensores que estejam ligados a ele.

Confira abaixo os benefícios que automação residencial traz para quem se rende aos seus encantos:

O que é Automação Residencial e Como ela Vai Invadir sua Casa!

Até muito recentemente, o controle central automatizado de sistemas em toda a edificação era encontrado apenas em prédios comerciais maiores e em residências caras. Tipicamente envolvendo apenas sistemas de iluminação, aquecimento e refrigeração, a automação predial raramente fornecia mais do que funções básicas de controle, monitoramento e programação e era acessível somente a partir de pontos de controle específicos dentro do próprio edifício.

A automação residencial é um passo em direção ao que é chamado de “Internet das Coisas”, no qual tudo tem um endereço IP atribuído e pode ser monitorado e acessado remotamente.

Os primeiros e mais óbvios beneficiários dessa abordagem são dispositivos “inteligentes” e aplicações que podem ser conectados a uma rede local, via Ethernet ou Wi-Fi. No entanto, sistemas elétricos e até mesmo pontos individuais, como interruptores de luz e tomadas elétricas, também foram integrados em redes de automação residencial, e as empresas até exploraram o potencial do rastreamento de inventário baseado em IP. Embora ainda esteja longe o dia em que você poderá usar seu navegador para dispositivos móveis para rastrear uma meia perdida, as redes domésticas poderão incluir um número cada vez maior de dispositivos e sistemas.

Automação

A automação é, sem surpresa, uma das duas principais características da automação residencial. Automação refere-se à capacidade de programar e agendar eventos para os dispositivos na rede.

A programação pode incluir comandos relacionados ao tempo, como ativar ou desativar suas luzes em horários específicos a cada dia. Também pode incluir eventos não programados, como acender todas as luzes da sua casa quando o alarme do sistema de segurança é acionado.

Uma vez que você comece a entender as possibilidades do planejamento de automação residencial, você pode encontrar inúmeras soluções úteis e criativas para tornar sua vida melhor.

Aquela janela virada para o oeste está deixando entrar muita luz? Conecte suas persianas motorizadas em uma tomada “inteligente” e programe-o para fechar ao meio-dia todos os dias.

Você tem alguém vindo na mesma hora todos os dias para passear com o cachorro? Programe seu sistema de automação residencial para destravar a porta da frente para eles e bloqueá-los novamente quando eles estiverem prontos para sair.

Confira uma matéria do Tecmundo que explica um pouco mais sobre a automação residencial:

Monitoramento Remoto

A outra característica principal da automação residencial de ponta é o monitoramento e acesso remotos. Embora uma quantidade limitada de monitoramento remoto unidirecional seja possível há algum tempo, é somente a partir do aumento dos smartphones e tablets que temos a capacidade de realmente nos conectar a nossas redes domésticas enquanto estamos fora. Com o sistema de automação residencial certo, você pode usar qualquer dispositivo conectado à Internet para visualizar e controlar o sistema em si e todos os dispositivos conectados.

Os aplicativos de monitoramento podem fornecer muitas informações sobre sua casa, desde o momento atual até um histórico detalhado do que aconteceu até agora. Você pode verificar o status do seu sistema de segurança, se as luzes estão acesas, se as portas estão trancadas, qual a temperatura atual da sua casa e muito mais. Com câmeras como parte de seu sistema de automação residencial, você pode até conseguir feeds de vídeo em tempo real e, literalmente, ver o que está acontecendo em sua casa enquanto estiver fora.

Até mesmo notificações simples podem ser usadas para realizar muitas tarefas importantes. Você pode programar o seu sistema para enviar uma mensagem de texto ou e-mail sempre que o sistema de segurança registrar um possível problema, desde alertas de tempo severo até avisos de detecção de movimento e alarmes de incêndio. Você também pode ser notificado sobre eventos mais mundanos, como programar a trava da porta da frente “inteligente” para avisá-lo quando seu filho voltar da escola.

O verdadeiro controle prático surge quando você começa a interagir com o sistema de automação residencial a partir do seu aplicativo remoto. Além de armar e desarmar seu sistema de segurança, você pode reprogramar o agendamento, bloquear e desbloquear portas, redefinir o termostato e ajustar as luzes a partir do seu telefone, de qualquer lugar do mundo. Como os fabricantes estão criando cada vez mais aparelhos “inteligentes”, as possibilidades de automação residencial são praticamente ilimitadas.

o que é automação residencial

Componentes de Automação Residencial

Que tipos de coisas podem fazer parte de um sistema de automação residencial? Idealmente, qualquer coisa que possa ser conectada a uma rede pode ser automatizada e controlada remotamente.

No mundo real (fora dos laboratórios de pesquisa e das casas dos ricos e famosos), a automação doméstica geralmente conecta dispositivos binários simples. Isso inclui dispositivos “ligados e desligados”, como luzes, tomadas elétricas e fechaduras eletrônicas, mas também dispositivos como sensores de segurança que possuem apenas dois estados, aberto e fechado.

Onde a automação residencial se torna verdadeiramente “inteligente” está nos dispositivos habilitados para Internet que se conectam a essa rede e a controlam. A unidade de controle clássica é o computador doméstico, para o qual muitos dos sistemas de automação residencial anteriores foram projetados.

Os sistemas de automação residencial de hoje têm mais probabilidade de distribuir programação e monitorar o controle entre um dispositivo dedicado em casa, como o painel de controle de um sistema de segurança, e uma interface amigável que pode ser acessada por meio de um PC, smartphone ou comprimido.

Os fabricantes produziram uma grande variedade de dispositivos “inteligentes”, muitos dos quais são repletos de recursos inovadores, mas poucos deles oferecem o tipo de integração necessária para fazer parte de um sistema completo de automação residencial.

Grande parte do problema é que cada fabricante tem uma ideia diferente de como esses dispositivos devem ser conectados e controlados. Portanto, embora você tenha uma TV, uma máquina de lavar roupa, uma geladeira, um termostato, uma cafeteira ou qualquer outro dispositivo doméstico pronto para uso no mercado, o resultado final é normalmente um esquema de controle separado para cada dispositivo.

Num futuro próximo, a automação residencial pode ser padronizada para que possamos realmente aproveitar todas essas possibilidades adicionais. Por enquanto, os provedores de segurança residencial especializados em automação residencial concentram-se nas partes mais críticas e úteis de uma casa conectada.

Em um nível básico, isso significa as portas e janelas e dispositivos ambientais (termostato, detectores de fumaça, temperatura, umidade, fogo e sensores de dióxido de carbono) que o mantêm seguro e confortável. Para maior segurança, conveniência e controle em tempo real, os sistemas de automação residencial dos provedores de segurança também devem incluir opções para câmeras de vídeo. Com os melhores sistemas, você também poderá incluir luzes e tomadas elétricas individuais em seu pacote de automação residencial.

Economia de Energia

Uma vantagem clara da automação residencial é o potencial inigualável de economia de energia e, portanto, redução de custos. Seu termostato já é “inteligente”, no sentido de usar um limite de temperatura para controlar o sistema de aquecimento e resfriamento da casa.

Na maioria dos casos, os termostatos também podem ser programados com diferentes temperaturas, a fim de manter o uso de energia no mínimo durante as horas em que é menos provável que você se beneficie do aquecimento e resfriamento.

No nível mais básico, a automação residencial estende a programação programada até a iluminação, para que você possa adequar seu uso de energia à sua programação diária habitual.

Com sistemas de automação residencial mais flexíveis, tomadas elétricas ou mesmo dispositivos individuais também podem ser desligados automaticamente durante horas do dia, quando não são necessários. Tal como acontece com dispositivos isolados, como termostatos e sistemas de sprinklers, o agendamento pode ser subdividido para distinguir entre os finais de semana e até mesmo as estações do ano, em alguns casos.

Definir horários são úteis, mas muitos de nós mantemos horas diferentes do dia para dia. Os custos de energia podem ser ainda mais reduzidos, programando “macros” no sistema e controlando-o remotamente sempre que necessário.

Em outras palavras, você pode configurar um evento “voltando para casa” que ativa as luzes e o aquecimento enquanto você dirige para casa depois do trabalho, por exemplo, e ativa tudo com um toque no smartphone. Um evento contrário de “sair de casa” pode poupar você de desperdiçar energia em luzes e aparelhos esquecidos depois de sair para o dia.

Juntando Tudo

Estamos todos ocupados e a automação residencial pode ajudar a tornar as coisas um pouco mais fáceis para você. Se você quiser saber mais sobre automação residencial e se é ideal para sua casa, ligue para um especialista da Bass Automação pelos números (11) 2649-2984 / (11) 2918-8100 ou mande um Whatsapp para (11) 9.7394-6245, estamos esperando pelo seu contato.